O que será do amanhã?

Uma semana sem internamento....uma semana para recordar momentos intensos e rever amigos....
Visitei a antiga ETFPE, minha querida escola, uma nostalgia senti ao chegar, saudade com gostinho de tristeza...estava com Luciana minha linda amiga, amizade que começou em 1987....
Ao chegarmos procuramos a sala do coral que já não era mais no mesmo lugar, sala de música, biblioteca e....tudo mudado, saudades dos festivais de músicas, das tocadas na beira do lago....o tempo não para.
Finalmente encontramos alguns professores de informática, Marcos, Graça e Sérgio que surpresa boa e gostosa, era papo para um ano kkkk uns chefe de departamento e outro de prof. a Reitor....quem diria, a vida continua e nunca vamos saber do amanhã.
Ontem fui ao Marco Zero, contemplei a beleza que Deus criou, um vento forte e uma vista linda que pude admirar....tomei sorvete no Paço Alfandega, fui a Igreja e ouvir uma inesquesivel mensagem....me senti livre e muito amada.
Faço da minha vida um livro aberto, mesmo sem forças devido a grande carga de medicações que tomo e as limitações das doenças, isso mesmo doenças, não me deixo abater, lembro-me dos meus amigos, das pessoas que torcem por mim, da equipe médica que não limitam em estar ao meu lado, eu saio e curto a vida sem medo do amanhã.....
O meu amanhã pertence a Deus, maravilhoso é acordar todos os dias e ainda saber que estou viva....
Se vou ter que me submeter a mais cirurgias, se vou repetir as químios, se as dores que sinto nas juntas, no corpo nunca cessarem e se vou ter que passar minha vida a base de drogas, não me importo quero continuar vivendo para que eu possa sentir saudades do ontem.

"Deus tudo sabe...."

Comentários

Fernanda Villas disse…
Menina...com certeza tudo o que vc passa tem um propósito divino. E deve ser para mostrar aos que reclamam de tudo que devem se envergonhar e agradecer as bençãos do Senhor.

A partir de hj sou mais uma a orar por vc.

O Senhor é contigo!

Postagens mais visitadas deste blog

A Morte Devagar

LÚPUS ERITEMATOSO DISCOIDE

Sintomas de lúpus: Osteonecrose