Lesões Celebrais no Lúpus

Lúpus e o Cérebro:

Lesões cerebrais no lúpus:

O envolvimento do Sistema Nervoso Central pode variar da forma mais simples até àquela que requer tratamento mais especifico. É a manisfestação do lúpus mais difícil de ser diagnosticada . O comprometimento cerebral, em geral, não acontece no início da doença.
Sintomas : dos pacientes lúpicos, cerca de 24 a 51% apresentam envolvimento do SNC.

A seguir, você tem uma lista dos sintomas mais reconhecidos:

Disfunção cognitiva:

A disfunção cognitiva poderia ser descrita como a dificuldade de pensar/concentrar, dificuldade de falar, dificuldade de lembrar e dificuldade de manipular números -- algumas vezes mencionada (pelos pacientes) como mente embaçada. Estima-se (a partir de diversas pesquisas) que entre 20 e 40% dos pacientes com lúpus tenham alguma disfunção cognitiva.

Dor de cabeça - Dor de cabeça lúpica:

Dor de cabeça é uma das mais freqüentes manifestações em pacientes lúpicos com envolvimento do Sistema Nervoso Central. Pesquisas indicam que essas dores de cabeça podem ser vasculares (tais como a da enxaqueca) ou musculares. Foram observadas algumas associações entre a forma vascular e a presença de anticorpos antifosfolipídeos. Também existem indicações de que as dores de cabeça vasculares tem correlação com a atividade da doença. O tratamento para essas dores podem variar desde o tratamento usado nas enxaquecas até simples aspirinas - não existe um único tratamento que funcione para todos os pacientes lúpicos com dor de cabeça.Os pacientes lúpicos apresentam mais enxaquecas parciais ou enxaquecas oculares, do que o resto da população em geral. Uma enxaqueca parcial ou ocular é descrita como os sintomas iniciais, comuns nas enxaquecas (tais como distúrbios visuais), sem a dor de cabeça propriamente dita.

Convulsões:

As convulsões no lúpus não foram adequadamente estudadas. Em parte, porque a incidência de convulsões diminuiu significativamente nas últimas décadas - devido ao tratamento imediato de manifestações mais graves. Alguns relatórios associam as convulsões a antifosfolipídeos. As convulsões normalmente respondem bem à terapia com esteróides e/ou medicamentos anticonvulsivos. O maior problema ao lidar com convulsões e lúpus, é que muitos dos medicamentos usados para tratá-lo podem causar as convulsões: esteróides, antimaláricos e alguns citotóxicos.

Disfunção das habilidades motoras:

Essas manifestações são raras, ocorrendo em apenas 5% dos pacientes com lúpus. Os sintomas normalmente consistem em dificuldade para usar os músculos tais como caminhas ou apertar objetos. A grande maioria dos pacientes com esses sintomas é criança. Esteróides e Haloperidol são as opções de tratamento. Parece que um bom percentual desses pacientes (20%) também têm evidências de anticorpos antifosfolipídeos.

Existem várias classificações para as causas do envolvimento do Sistema Nervoso Central:


Inflamação perivascular (inflamação em volta dos vasos sangüíneos
Proliferação endotelial (um engrossamento das paredes dos vasos)
Trombose (coágulos)
Hemorragia (sangramento)
Vasculite (inflamação dos vasos sangüíneos)
AVC (acidentes vasculares cerebrais)

A lesão cerebral mais frequente são os acidentes vasculares e a tromboembolia, ou seja, a deposição de coágulos no cérebro que entope o vaso cerebral. Como consequência, o tecido que depende dessa irrigação morre por falta de oxigênio.
Diagnosticar e tratar um paciente lúpico com envolvimento do Sistema Nervoso Central pode ser muito difícil. Devido às várias possíveis causas para os, é importante que você seja devidamente avaliado.
O tratamento do paciente lúpico com envolvimento do Sistema Nervoso Central, depende do paciente, do médico, da doença. Os medicamentos podem incluir: esteróides, imunossupresivos, afinadores do sangue, antibióticos, anti-convulsivos ou anti-depressivos.
Embora alguns pacientes tenham sintomas irreversíveis, um grande percentual se recupera após algum tempo.

Importante: Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.


 classificações para as causas do envolvimento do Sistema Nervoso Central:

Inflamação perivascular (inflamação em volta dos vasos sangüíneos
Proliferação endotelial (um engrossamento das paredes dos vasos)
Trombose (coágulos)
Hemorragia (sangramento)
Vasculite (inflamação dos vasos sangüíneos)
AVC (acidentes vasculares cerebrais)

A lesão cerebral mais frequente são os acidentes vasculares e a tromboembolia, ou seja, a deposição de coágulos no cérebro que entope o vaso cerebral. Como consequência, o tecido que depende dessa irrigação morre por falta de oxigênio.
Diagnosticar e tratar um paciente lúpico com envolvimento do Sistema Nervoso Central pode ser muito difícil. Devido às várias possíveis causas para os, é importante que você seja devidamente avaliado.
O tratamento do paciente lúpico com envolvimento do Sistema Nervoso Central, depende do paciente, do médico, da doença. Os medicamentos podem incluir: esteróides, imunossupresivos, afinadores do sangue, antibióticos, anti-convulsivos ou anti-depressivos. Embora alguns pacientes tenham sintomas irreversíveis, um grande percentual se recupera após algum tempo.

Importante: Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Morte Devagar

CÂNCER E LÚPUS

LÚPUS ERITEMATOSO DISCOIDE