Fibromialgia: saiba o que é essa doença e qual é o tratamento


De acordo com informações da Associação Brasileira de Fibromiálgicos (Abrafibro), de 1% a 5% da população mundial sofre com essa síndrome, a qual causa diversos sintomas, como dores musculares,cansaço, indisposição e distúrbios do sono. Atrás apenas da osteoartrite – doença degenerativa que acomete as articulações –, a fibromialgia ocupa o segundo lugar quando se diz respeito às causas mais comuns de dor musculoesquelética crônica, segundo dados da Sociedade Mineira de Reumatologia.
O Que é?
A fibromialgia pode ser caracterizada como uma condição generalizada, crônica e dolorosa, ou seja, é uma dor capaz de atingir várias regiões do corpo. “A ciência costuma dizer que a fibromialgia é uma síndrome com origem desconhecida. É possível analisar a etimologia da palavra, sendo que ‘algia’ significa dor, enquanto ‘fibro’ (no prefixo) refere-se às fibras musculares. Ou seja, são dores nas fibras musculares”, explica João Carlos Baldan, acupunturista e especialista em psicopatologia.
Razões para o surgimento
Os especialistas não conseguiram descobrir os motivos que facilitam ou ocasionam essa síndrome. Contudo, sabe-se que os índices de serotonina – hormônio responsável pela sensação de bem-estar – são menores nos portadores da fibromialgia. Além disso, é possível que fatores como estresse, tensão e desequilíbrio hormonal estejam diretamente relacionados ao desenvolvimento da síndrome. “Sempre levamos em consideração, em toda patologia, que a mente e a emoção interferem diretamente nas questões orgânicas e viscerais da pessoa”, acrescenta o profissional. Dessa forma, diferentes razões, isoladas ou até mesmo combinadas, podem favorecer as manifestações da fibromialgia.
O que eu tenho?
Ainda não existem exames laboratoriais que contribuam para a realização do diagnóstico. Dessa forma, é necessário que o médico responsável pelo paciente consiga identificar os ponto de dor para, assim, chegar a uma conclusão mais precisa. Ou seja, o diagnóstico ainda é difícil e demorado, sendo preciso fazer uma avalização clínica.
Aliados importantes
No caso da fibromialgia, a acupuntura traz ótimos resultados, ainda mais se combinada com medicamentos e massagens. “Dependendo do estágio da doença, a massagem pode ser indicada, uma vez que se as fibras estiverem muito inflamadas, o massageamento auxilia. Já o processo por agulhamento, como prevê um reequilíbrio da pessoa como um todo, sempre é benéfico, sem contar que se pode tratar localmente a inflamação com fins analgésicos, retirando a dor”, afirma João Carlos.
Fonte: Alto Astral

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Morte Devagar

LÚPUS ERITEMATOSO DISCOIDE

Sintomas de lúpus: Osteonecrose